Os carros brasileiros ficarão bem mais seguros nos próximos anos. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou no fim de 2017 uma lista de 13 itens de segurança que deverão estar em todos os veículos de passeio novos, nacionais e importados. A medida é semelhante às mudanças implantadas pelo órgão há alguns anos, quando tornou obrigatório veículos saírem de fábrica com airbag e freio ABS.

Por meio da Resolução nº 717/2017, o Contran fixou um cronograma, segundo o qual as regulamentações serão publicadas ao longo dos próximos quatro anos, e cada uma delas indicará a data limite para os equipamentos serem obrigatoriamente incorporados pelas fabricantes no Brasil, que terão tempo para modificar os novos projetos. Ao todo serão 38 novas regulamentações envolvendo veículos de diferentes categorias, sendo leves e pesados com reboque e semirreboque, mas 13 delas são voltados especificamente para os carros de passeio.

Entre os itens de segurança que passarão a ser exigidos, estão alerta de frenagem emergencial, câmara de ré, aviso de afivelamento de cintos de segurança, aviso de manutenção de faixa, frenagem automática emergencial, proteção para pedestres e gravador de dados de acidentes de trânsito, um tipo de “caixa preta”, similar à que existe nos aviões, para auxiliar investigações de causas das ocorrências de trânsito. A resolução do Contran também prevê que serão estabelecidas novas normas para buzinas, retrovisores, dobradiças e fechaduras, reforços estruturais para proteção contra impactos frontal, traseiro e lateral e itens de acessibilidade.

Para ônibus estão previstas normas para regulamentar número de identificação da carroceria, cinto de segurança de três pontos, apoio de cabeça e dispositivo limitador de velocidade. Para veículos com reboque e semirreboque, a resolução prevê características de construção para o transporte de mercadorias e produtos perigosos, bem como dispositivos de estabilidade e capotagem para veículos com carroceria tanque.

Fonte: www.jmonline.com.br